• Ícone Youtube
  • Ícone Facebook
  • Ícone Linkedin

Blog Mens Sana

Fique por dentro das novidades, eventos e palestras.

POEMA DA PROSPERIDADE

Confira abaixo maiores informações. Voltar

26

de Setembro de 2016

POEMA DA PROSPERIDADE

Nem a tristeza, nem a desilusão
Nem a incerteza, nem a solidão
NADA ME IMPEDIRÁ DE SORRIR.

 

Nem o medo, nem a depressão,
Por mais que sofra meu coração,
NADA ME IMPEDIRÁ DE SONHAR.

 

Nem o desespero, nem a descrença,
Muito menos o ódio ou alguma ofensa,
NADA ME IMPEDIRÁ DE VIVER.

 

Em meio às trevas, entre os espinhos,
Nas tempestades e nos descaminhos,
NADA ME IMPEDIRÁ DE CRER EM DEUS.

 

Mesmo errando e aprendendo,
Tudo me será favorável,
Para que eu possa sempre evoluir,
Preservar, servir, cantar,

Agradecer, perdoar, recomeçar...

QUERO VIVER O DIA DE HOJE
COMO SE FOSSE O PRIMEIRO,
COMO SE FOSSE O ÚLTIMO,
COMO SE FOSSE O ÚNICO.

 

Quero viver o momento de agora
Como se ainda fosse cedo,
Como se nunca fosse tarde.

 

Quero manter o otimismo,
Conservar o equilíbrio,
Fortalecer a minha esperança,
Recompor minhas energias,
Para prosperar na minha missão,
E viver alegre todos os dias.

 

Quero caminhar na certeza de chegar,
Quero lutar na certeza de vencer,
Quero buscar na certeza de alcançar,
Quero saber esperar para poder realizar os ideais do meu ser.

 

ENFIM, Quero dar o máximo de mim,
para viver intensamente e maravilhosamente
TODOS OS DIAS DA MINHA VIDA.

 

Autor Desconhecido

A diferença que faz a diferença

Confira abaixo maiores informações. Voltar

9

de Setembro de 2016

A diferença que faz a diferença

Os desejos primários da maioria das pessoas são: ser feliz, progredir e ganhar mais dinheiro. Uma forma efetiva de alcançar estes anseios é ser rico e próspero. Assim como há pessoas pobres e pessoas ricas, há países pobres e países ricos.

 

A diferença entre os países pobres e os ricos NÃO É A ANTIGUIDADE do país. Fica demonstrado pelos casos de países como a Índia e o Egito, que tem mais de 2000 anos e são pobres.

 

Ao contrário, Canadá, Austrália e Nova Zelândia, que há pouco mais de 150 anos eram quase desconhecidos, hoje são, todavia, países desenvolvidos e ricos.

 

A diferença entre países pobres e ricos TAMBÉM NÃO ESTÁ NOS RECURSOS NATURAIS de que dispõem, pois o Japão tem um território muito pequeno e 80% dele é montanhoso, ruim para a agricultura e criação de gado, porém é a segunda potência econômica mundial: seu território é como uma imensa fábrica flutuante que recebe matéria-prima de todo o mundo e exporta os produtos transformados, também a todo o mundo, acumulando sua riqueza.

 

Por outro lado, temos uma Suíça sem oceano, que tem uma das maiores frotas náuticas do mundo; não tem cacau, mas tem o melhor chocolate do mundo; em seus poucos quilômetros quadrados, cria ovelhas e cultiva o solo durante apenas quatro meses por ano, já que o resto  é inverno, mas tem os produtos lácteos de melhor qualidade de toda a Europa.

 

Como o Japão não tem recursos naturais, mas dá e exporta serviços com qualidade? É um país pequeno que passa uma imagem de segurança, ordem e trabalho, o que o converteu na caixa forte do Mundo.

 

TAMBÉM NÃO ESTÁ NA INTELIGÊNCIA DAS PESSOAS a tal diferença, como o demonstram estudantes de países pobres que emigram aos países ricos e conseguem resultados excelentes em sua educação. Outro exemplo são os executivos de países ricos que visitam nossas fábricas e, ao falar com eles, nos damos conta de que não há diferença intelectual.

 

Finalmente, NÃO PODEMOS DIZER QUE A RAÇA FAZ A DIFERENCA, pois nos países centro-europeus ou nórdicos, vemos como os chamados "ociosos" da América Latina (nós!!) ou da África, demonstram ser a força produtiva desses países.

 

O QUE É ENTÃO QUE FAZ A DIFERENÇA?

 

A ATITUDE DAS PESSOAS FAZ A DIFERENÇA.

 

(Antes  de continuar a ler, vamos recapitular, volte ao início do texto e leia somente o que estiver em destaque...)

 

Ao estudar a conduta das pessoas nos países ricos se descobre que a maior parte da população cumpre as seguintes regras, cuja ordem pode ser discutida:

 

  1. A moral, como princípio básico;
  2. A ordem e a limpeza;
  3. A integridade;
  4. A pontualidade;
  5. A responsabilidade cívica;
  6. O desejo de superação;
  7. O respeito às leis e aos regulamentos;
  8. O respeito pelo direito dos demais;
  9. Seu amor ao trabalho;
  10. Seu esforço pela economia e investimento.

 

NÃO necessitamos, de mais leis.

 

Não seria suficiente cumprir e fazer cumprir estas 10 simples regras?

 

A realidade dos países, e de pessoas pobres é porque só a mínima (quase nenhuma) parte da população segue estas regras em sua vida diária.

 

Somos incapazes de cumprir todas estas premissas básicas de funcionamento da sociedade.

 

Se temos o desejo de sermos melhores, viver numa sociedade mais justa, com mais ética e moral, não podemos esperar que o governo resolva nossos problemas individuais.

 

Quanto mais empenho colocarmos em nossos ATOS, mudando nossas ATITUDES, mais rápido pode significar a entrada do nosso país na senda do progresso e bem-estar PARA TODOS...

 

DEPENDE DE NÓS... DE CADA UM, E DE TODOS NÓS.

NÃO DESANIME

Confira abaixo maiores informações. Voltar

25

de Setembro de 2014

NÃO  DESANIME

NÃO DESANIME

Antes de desanimar por ter fracassado em alguma coisa, pense que somente alcança o sucesso quem insiste, apesar de tudo.

 

Fred Astaire, o famoso ator e dançarino, ao fazer seu primeiro teste para o cinema, recebeu as informações de que não sabia atuar e nem dançava tao bem.

 

Walt Disney foi despedido pelo editor de um jornal por falta de idéias Antes de construir a Disneylândia, foi à falência diversas vezes.

 

Richard Bach teve recusada a sua história por 18 editoras. Era a história de uma gaivota chamada Fernão Capelo Gaivota. Em 1970 a MacMillan publicou a história e em 5 anos vendeu mais de 7 milhões de exemplares, só nos EUA (hoje mais de 40 milhões em 70 países).

 

Charles Darwin, era considerado por todos seus mestres e por seu próprio pai, um garoto intelectualmente bem abaixo do padrão médio. E por não desanimar, se transformou no pai da Teoria da Evolução.

 

Albert Eistein o génio da física e com um prémio Nobel, foi categorizado na infância como "mentalmente lento". Só conseguiu falar aos 4 anos e ler aos 7. Achavam que era um caso perdido e também foi recusada a sua admissão na Escola Politécnica de Zurique. Antes da comprovação da sua teoria era alvo de chacotas no meio científico, pois diziam que não passava de um sonhador.

 

Quando Graham Bell propôs ao presidente da Western Union a produção do telefone, a resposta que o presidente da empresa lhe deu foi "Que uso a nossa empresa poderia fazer com um brinquedo destes?".

 

Michael Jordan foi afastado da equipe de basquetebol na escola. Mas não desistiu. Passou a treinar 2h diárias para poder voltar à equipe. Não só conseguiu voltar, como acabou por levá-la aos campeonatos. E como o próprio Jordan refere, as falhas que teve é que o levaram ao sucesso. 

 

Assim acontece com todos os que perseguem os seus sonhos, não se permitindo desanimar por fracassos, derrotas ou julgamentos precipitados.

 

Portanto, se você está a ponto de desanimar, pare um pouco e pense. Logo haverá de descobrir que ainda há muitas tentativas a serem feitas. Há muita gente a ser procurada, muitos dias a serem vividos e muitas conquistas a alcançar.Pense nisso e tente outra vez. E outra mais. Não se deixe abater por críticas, por experiências mal sucedidas. Vá em frente. Tente de novo e verá que os seus esforços valerão à pena.

Poesia - O Laço e o Abraço

Confira abaixo maiores informações. Voltar

20

de Setembro de 2014

Meu Deus! Como é engraçado.
Eu nunca tinha reparado,

como é curioso um laço.


Uma fita dando voltas. Enrosca-se, mas não embola.
Vira, revira, circula e pronto, está dado o laço.
É assim que é o abraço (...)


Ah, então é assim o amor, a amizade, tudo que é sentimento.
Como um pedaço de fita.
Enrosca, segura um pouquinho, mas não pode se desfazer a qualquer hora, deixando livre as duas bandas do laço.


Por isso é que se diz: laço afetivo, laço de amizade.
E quando alguém briga então se diz: romperam-se os laços.
Então o amor, a amizade são isso.


Não prendem, não escravizam, não apertam, não sufocam.
Porque quando vira nó, já deixou de ser um laço.

 

 

Maria Beatriz Marinho dos Anjos